Desenvolvimento de um plano de negociação

“Um objetivo sem um plano é apenas um desejo.” – Antoine de Saint-Exupéry

Estou assumindo que você está lendo esse artigo porque deseja aprender a desenvolver um plano de negociação. Um operador profissional nunca deve sequer pensar em executar uma operação se não souber como lidar com cada contingência. Isso é exatamente o que a posse de um bom plano de negociação deve supostamente fazer por você durante as sessões de negociação. A posse de um plano de negociação ajuda a monitorar as operações e a entrar e sair de operações, a introduzir consistência e a melhorar a capacidade de identificação de oportunidades de negociação. Quando você estiver elaborando o seu plano de negociação, há seis componentes que serão necessários para criar um plano de negociação eficaz e capaz de produzir melhores resultados.

 

Por que você quer se tornar um operador?

Em primeiro lugar, é importante saber por que você quer se tornar um operador, uma vez que as razões pelas quais queremos algo são aquilo que estimula o nosso desejo de sermos melhor e de sobrevivermos momentos difíceis. Quantos mais motivos você tiver para fazer algo, mais probabilidades você terá de suceder.

 

Que tipo operador você quer ser?

O segundo componente do seu plano de negociação é o tipo de operador que você irá se tornar? Você é um day trader ou swing trader? Você quer se tornar um operador a tempo integral? Você é um operador técnico ou operador fundamental? Quais são as moedas que você irá negociar? Há muitos tipos de operadores, por isso é importante identificar o tipo de operador que você quer ser, para que possa se educar e desenvolver os seus conhecimentos. Acima de tudo, você tem que se certificar de que o seu estilo de negociação se adapta à sua personalidade.

 

Desenvolvimento de hábitos positivos

O terceiro componente do seu plano de negociação é desenvolver os hábitos positivos dos quais você irá depender em cada dia de negociação. Essas são as coisas que precisamos fazer para alcançar um estado de espírito adequado e dar o nosso melhor em cada dia. Para ter sucesso, é necessário repetir as mesmas ações que ajudaram você a ganhar dinheiro no dia anterior.

 

Regras da estratégia de negociação

O quarto componente do seu plano de negociação representa as estratégias de negociação; em outras palavras: quando você deve entrar e sair de uma operação. Essa parte do seu plano de negociação define as suas regras de participação para entrar numa operação, os padrões com os quais você irá negociar e o momento do dia em que você irá executar as suas operações.

 

Gestão de dinheiro

O quinto componente do seu plano de negociação é a gestão de riscos e dinheiro – o alicerce de cada plano de negociação de sucesso, o qual tem a ver com as regras de entrada, as regras de saída, o tamanho da posição e a proporção entre o risco e a recompensa. A gestão de dinheiro pode ser dividida em três partes. Em primeiro lugar, temos que planejar o nosso risco, o que se refere ao montante que estamos dispostos a arriscar em qualquer posição. Essa é uma preferência pessoal que tem a ver com a sua tolerância ao risco, mas é aconselhável não arriscar mais do que um a dois por cento do seu capital em qualquer operação. Em segundo lugar, temos de gerir as nossas ordens de stop loss: o ponto em que a minha análise está errada. Finalmente, você precisa de diversificação, portanto você precisa se certificar de que não está involuntariamente negociando pares de moedas que estão correlacionados e de que está espalhando o seu risco de forma apropriada.

 

Otimização do plano de negociação

O componente final é otimizar a sua estratégia, o que inclui testes (backtesting e forward testing) para que você se informe sobre a expectativa da sua estratégia, e a manutenção de registros para que você acompanhe o seu desempenho comercial ao longo do tempo. Isso ajuda a ajustar a sua estratégia, quando necessário. Essa parte do seu plano de negociação é vital para a sua longevidade nesse negócio, porque a única constante no mercado é que os mercados mudam constantemente. Além disso, você precisa otimizar a sua estratégia e atualizá-la ocasionalmente.

Espero que agora você esteja convencido da necessidade de ter um plano de negociação. E como todas as outras empresas de sucesso que têm planos de negociação, você também precisa ter um para suceder. Uma operação planejada é aquela que se faz de forma consciente, e quando se toma decisões conscientes, as probabilidades de sucesso aumentam consideravelmente. Se você estiver planejando se tornar um operador profissional, o desenvolvimento de um plano de negociação deverá ser o primeiro passo antes de se aventurar nos mercados.

 

 

Tom-Next e ajustamentos

Muitos dos novos operadores de forex não estão cientes de que sempre que se mantém uma posição overnight, é feito um ajustamento do preço de abertura da posição. Esse processo é conhecido como Tom-Next (amanhã dia seguinte). Uma vez que a maioria das operações efetuadas no mercado de câmbio são de natureza especulativa, no qual os operadores não querem aceitar a entrega física da moeda negociada, eles aplicam um Tom-Next. Um Tom-Next não se aplica quando o operador fecha a posição no mesmo dia, antes das 17h00 EST, pois não há entrega envolvida.

O Tom-Next é um processo muito importante para os operadores de longo prazo que mantêm as suas posições por mais de um dia, mas que não querem aceitar a entrega da moeda. Isso significa que a operação é fechada à taxa cambial de fechamento e reaberta no dia seguinte à taxa cambial de abertura. O que isso significa é que a sua corretora de câmbio (forex broker) prorroga (rollover) ou troca a sua posição por um novo contrato com início no dia seguinte, e o resultado final é um ajuste ascendente ou descendente do preço de abertura da sua posição.

Essa é a razão pela qual você pode notar uma pequena diferença no preço de abertura das suas operações de um dia para o outro. Os diferenciais das taxas de juro determinam se a sua conta é creditada ou debitada durante o processo de prorrogação (rollover). Se você adotar uma posição longa com uma moeda, a uma taxa de juro mais alta, a sua conta será creditada com pagamentos de juros; se adotar uma posição longa com uma moeda, a uma taxa de juro mais baixa, a sua conta será debitada com pagamentos de juros. Normalmente, a entrega é devida dois dias após a execução da operação.

 

Como calcular o Tom-Next

Há vários fatores que são considerados no cálculo da taxa de Tom-Next, incluindo o nível de fechamento da posição anterior, mais ou menos um ajustamento de juros. O pagamento de juros creditados ou debitados na sua conta é baseados nos “pontos de swap” tomados a partir de um banco de primeiro nível, além de um juro sobre os seus ganhos ou perdas não realizados.

Suponhamos que você tem uma posição longa de USD/JPY na prorrogação (rollover), com um preço médio de entrada de 115,00, e decide manter a sua posição. A cotação dos pontos de swap do Tom-Next tomados a partir de um banco de primeiro nível é de 0,020 a 0,015. Na prorrogação, a corretora vende e compra o USD e, ao mesmo tempo, compra e vende o JPY. O resultado final é que você obtém a taxa de oferta de 0,015 a seu favor. Correspondentemente, o preço médio da sua posição é diminuído consoante o número de pontos de swap do Tom-Next. O novo preço ajustado da sua posição acaba por ser o seguinte: 115,00 a 0,015 = 114,895.

É interessante notar que as prorrogações (rollovers) que acontecem às quartas-feiras observam um valor de juro de dois dias extras, o qual é creditado ou debitado na sua conta para compensar os fins de semana, quando os bancos estão fechados.