AutorAutor: Chris CammackPublicado: janeiro 25, 2024
EditorEditor: Vanessa MarcosAtualizado: janeiro 25, 2024

Atualizado em janeiro 25, 2024

Chris Cammack

Dilúvio de notícias econômicas: Traders indiferentes enquanto o BCE mantém as taxas estáveis e o PIB dos EUA supera as previsões.

O Banco Central Europeu (BCE) manteve as taxas de juro em 4,5% hoje, numa decisão muito esperada. Embora não houvesse expectativa de um corte nas taxas, os mercados tinham esperança de uma orientação futura mais conciliadora por parte do BCE e da sua Presidente, Christine Lagarde.

Mas, em seus comentários após a decisão, Christine Lagarde reiterou a posição do BCE – divulgada à margem do Fórum Econômico Mundial no início deste mês – de que era muito cedo para começar a falar sobre cortes nas taxas: “O consenso na mesa era de que era prematuro falar sobre cortes nas taxas.”

Praticamente ao mesmo tempo, foram divulgados os números do PIB do quarto trimestre dos EUA, registrando 3,3% – bem acima da previsão de 2%.

No entanto, uma série de outros dados econômicos dos EUA, divulgados ao mesmo tempo, apresentaram resultados ambíguos. Os pedidos iniciais e contínuos de seguro-desemprego aumentaram, e a inflação para os preços finais de bens e serviços ficou bem abaixo do esperado.

Embora um alto crescimento do PIB fosse esperado para dar suporte ao USD, dado que aumenta a probabilidade de o Federal Reserve manter as taxas elevadas, um desemprego mais alto e uma inflação mais baixa apresentam motivos para cortar as taxas mais cedo. A tensão e a incerteza podem ser vistas nas últimas probabilidades de um corte de taxa em março de acordo com a ferramenta CME FedWatch.

 

A probabilidade de cortes estava em torno de 70% nas últimas semanas, mas agora caiu para 44% à medida que a economia dos EUA continua a crescer apesar dos altos custos de empréstimos. Comentários radicais dos formuladores de políticas também não ajudaram, pois ficou cada vez mais claro que o Fed está preocupado com as implicações na inflação da recente onda de dívidas corporativas.

Os mercados reagiram mal ao dilúvio de notícias transatlânticas, refletindo a imagem incerta que os dados apresentaram. O EUR/USD e o DXY permaneceram relativamente estáveis, embora o EUR/USD tenha caído mais tarde no dia de negociação aquando do discurso de Lagarde.

Portanto, temos duas imagens contrastantes em cada lado do Atlântico: A economia da zona do euro continuará à deriva durante grande parte de 2024, com o BCE esperando um crescimento do PIB de 0,8% em 2024, um aumento retraído em relação aos 0,6% de 2023. A inflação continuará a cair, mas espera-se plenamente que o BCE mantenha as taxas de juros suficientemente altas para dominar o crescimento econômico durante grande parte do ano.

O cenário para os EUA parece bastante diferente. Com a economia dos EUA continuando a superar as expectativas, as corporações e os mercados estão se tornando cada vez mais frustrados com a postura rígida do Fed – que eles veêm como um obstáculo artificial para uma forte recuperação. Seu argumento teria sido reforçado hoje após os fracos dados de emprego, e eu antecipo sem dúvidas uma maior pressão sobre o FOMC para baixar as taxas de juros. No entanto, é improvável que o Fed ceda – suas preocupações são muito reais e a inflação continua sendo uma ameaça – então espera-se que a volatilidade do DXY e dos principais pares continue enquanto o conflito entre a realidade e as expectativas do mercado se mantiver.

Análise Técnica

Tendo enfrentado forte resistência na área de 1.0920 – 1.0930, onde estão localizados a EMA de 26 períodos (azul), a EMA de 50 períodos (rosa), e o nível de Retração de Fibonacci de 50% (da tendência de baixa de julho – setembro de 2023) no gráfico diário, o preço continuou a variar. Desde que o preço rompeu o canal ascendente (verde) em 16 de janeiro de 2024, após Christopher Waller advertir contra a pressa em cortar as taxas, ele ainda não se recuperou.

Para os traders, os dados duvidosos vindos dos EUA e a manutenção das taxas esperada pelo BCE foram em grande parte inúteis. Com a falta de dados fundamentais para apoiar movimentos fortes, os traders estarão monitorando cuidadosamente os aspectos técnicos.

Mantenha-se atualizado

Este formulário tem a dupla confirmação ativada. Você precisará confirmar seu endereço de e-mail antes de ser adicionado à lista.

Fechar
>